Tá lá o corpo estendido no chão
29 de setembro de 2019

O fenômeno dos cristãos não-praticantes

Lembro bem de quando me converti, há dezenove anos. Achava o máximo a forma como os evangélicos se envolviam com a igreja, pois vinha do catolicismo e não costumava ver isso por lá. Lembro também que os evangélicos se orgulhavam de dizer que não existia “crente não-praticante”, em oposição ao expressivo número de católicos que assim se definiam. 

Hoje parece que o jogo virou: a quantidade de evangélicos que se declaram não-praticantes é imensa! Por isso convidei duas mulheres competentíssimas pra analisar esse fenômeno dos dois lados: a psicóloga e mestre em Teologia Jussara Hubner, membro da Igreja Batista Pérola dos Mares, e a Irmã Lúcia Barbosa, teóloga e Madre Geral da Congregação católica Medianeiras da Paz. No bate-papo elas analisaram o porquê do crescimento dos não-praticantes e o impacto disso na Igreja de Cristo. Vale a pena assistir no vídeo abaixo, ficou muito bom!

 

 

 

 

1 Comentário

  1. Leilane de Moura Paegle disse:

    Assunto muito oportuno!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *